Domingo, 26 de Agosto de 2007

A minha rua sabe a café

A minha rua sabe a café porque as conversas se misturam com a noite e com o calor.

A rua tem gente, tanta como uma chuva torrencial. Hoje està um dia justo para o amor. O amor é como a minha rua, sabe a café e muitas vezes sabe a primavera.

A minha rua sabe a café e o vento que sopra leva aoutros lugares o aroma destas conversas e destas historias que atravessam o mar.

A minha rua sabe a café porque as conversas se misturam com a noite e com o calor.


                                                                                                   lobo 07
                                                                                           escrito em lecce italia
publicado por relogiodesacertado às 15:44
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2007

...

A noite tinha uma historia sobre os homens que perderam o amor mas que mais tarde encontraram olhando as suas maos.

 

Vi uma mulher que estava chorando, me falaram da sua desilusao. Se fosse possivel eu transportava um raio de sol nalguma vagabunda cançao

 

A noite tinha uma historia que nunca encontrei nos livros. Vi gente pela estrada pintando o ceu com a farinha do pao.

 

A noite nao sabe que estou sozinho , nao sabe que andei chorando, mas que o tempo me trouxe alguma companhia quando precisava de adormecer sem pesadelos.

 

A noite tinha uma historia sobre os homens que perderam o amor mas que mais tarde viram nuns olhos muito velhos e muito profundos.

 

A noite tinha uma historia sobre os homens que perderam o amor

 

 lobo 07 lecce italia

publicado por relogiodesacertado às 10:54
link do post | comentar | favorito
|

...

A noite tinha uma historia sobre os homens que perderam o amor mas que mais tarde encontraram olhando as suas maos.

 

Vi uma mulher que estava chorando, me falaram da sua desilusao. Se fosse possivel eu transportava um raio de sol nalguma vagabunda cançao

 

A noite tinha uma historia que nunca encontrei nos livros. Vi gente pela estrada pintando o ceu com a farinha do pao.

 

A noite nao sabe que estou sozinho    continua

publicado por relogiodesacertado às 10:54
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O gato que vê o frio dent...

. Os ratos na toca tem filo...

. Essa estrada

. ...

. ...

. ...

. ...

. A morte da mulher do Dono...

. ...

. Nas tuas mãos

.arquivos

. Agosto 2013

. Julho 2012

. Maio 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.favorito

. ...

blogs SAPO

.subscrever feeds