Sábado, 18 de Fevereiro de 2006

...

O rio no meio
no chão
no tecto
no sexo
no coração

O rio
água do livro
que leio
na expressão do nada
que o amor faz sedução.

O rio no meio
no azul
no verde
no sul
na fome
na sede
na forma do amor que não se deixa prender á rede.

Mas só a lua me pode cativar
e mesmo que estejas á espera na rua
vou com o mar para evitar as palavras duras.

O rio no meio
água do livro que leio
na expressão do nada que o amor faz sedução.

lobo 06
publicado por relogiodesacertado às 17:36
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 19 de Fevereiro de 2006 às 08:52
lindo. Foi o amor e quando vens com o mar para evitar as palavras duras, fazes com que todo o rancor que existe no mundo se dissolva á força dessa espuma que tudo purifica. E ela, no fundo da rua, tal como a lua, te esperam para, uma vez mais te enfeitiçar. Tu deixaste enfeitiçar, claro. Afinal, o poeta é forte ás lágrimas dos outros mas tão frágil á beleza que o rodeia.
Gostei destes ultimos...e o anterior está no jornal. Abraço.Nina
(http://livejournal.com/users/avaloner2)
(mailto:alzira_guedes68@hotmail.com)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O gato que vê o frio dent...

. Os ratos na toca tem filo...

. Essa estrada

. ...

. ...

. ...

. ...

. A morte da mulher do Dono...

. ...

. Nas tuas mãos

.arquivos

. Agosto 2013

. Julho 2012

. Maio 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.favorito

. ...

blogs SAPO

.subscrever feeds