Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2006

...

Para a Cristina.

Para que não fique nenhuma duvida e que nenhuma pedra barre o direito ao desabafo.

Querida amiga, antes de mais acho que entendes que o amor, palavra pequena na ortografia é contudo extensa nos diferentes significados. Parece que não percebi quem era o teu amor, não percebi o que estava subentendido nas palavras, não consegui particularizar. Mas uma coisa percebi ou pelo menos o meu lado emocional percebeu que alguém te ama e tem por ti uma grande devoção. O meu lado racional não quis perceber. Agora que já sei quem é o teu amor na qualidade de teu amigo e consciente das minhas faltas e limitações desejar-te a realização dessa tua paixão e de todos os amores que sempre vamos precisando para a saúde da nossa existência. Agora tu tens a chave e tens a porta e tens o teu amor. Vai! Corre! Não precisas da chave, nem da porta, nem de ninguém. Precisas de ti. Arrisca.
Eu acho o amor um pingo no nariz. Mas pobre de mim que não entende de amor como posso perceber como ele contagia. Bem deixa-te contagiar. Um beijo
publicado por relogiodesacertado às 20:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O gato que vê o frio dent...

. Os ratos na toca tem filo...

. Essa estrada

. ...

. ...

. ...

. ...

. A morte da mulher do Dono...

. ...

. Nas tuas mãos

.arquivos

. Agosto 2013

. Julho 2012

. Maio 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.favorito

. ...

blogs SAPO

.subscrever feeds