Sábado, 29 de Outubro de 2005

...

Serei o teu segredo
o teu bocado de pão semeando trigo nas bocas da fome do mundo. Serei o teu segredo, a tua água na caligrafia da tua sede. E tu voaras por toda a extensão do meu peito e tu te elevarás ao espanto dos meus olhos. Serei o teu segredo, o teu sol iluminado de ervas, de flores, de água, de vento, de gritos selvagens. Canções escondidas nos nossos quartos, nas nossas ruas, nas nossas noites. E nós estaremos longe e um dia voltaremos a olhar a vida, voltaremos a olharmo-nos e a reconhecermo-nos.

Lobo 29 de Outubro de 2005

publicado por relogiodesacertado às 17:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O gato que vê o frio dent...

. Os ratos na toca tem filo...

. Essa estrada

. ...

. ...

. ...

. ...

. A morte da mulher do Dono...

. ...

. Nas tuas mãos

.arquivos

. Agosto 2013

. Julho 2012

. Maio 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.favorito

. ...

blogs SAPO

.subscrever feeds