Sexta-feira, 26 de Agosto de 2005

...

A lua era de um vermelho forte, parece que o gume de uma faca a tinha perfurado. Ela ali estava reflectindo o pavor dos homens, pondo á vista o instinto criminoso de certas criaturas. O gelo estava-se derretendo no wiski, parecia o dia se derretendo no espaço reservado á noite. O irmão da rapariga que fora encontrada morta com semén nos olhos estava sentado na ponta de uma mesa de bilhar, tirou do bolso uma fotografia e era assim como tirar uma carta viciada do bolso.
- A morte é uma carta viciada, tiramos á sorte, desde que nascemos que estamos destinados. É um impulso, nós num instante sacamos ou uma lágrima ou um sorriso.
A sala do bar está escura. Caminhando num passo lento entra alguém, é o novo morador da rua das lágrimas com chuva.
- Você está a falar sózinho.
- Como entrou?!
- Tinha a porta encostada.
- Estamos fechados!
- Só estamos nós e o frio
- Bem! entre e sirva-se de um pouco de conhaque.
- Posso tirar um café?
- Sabe usar a máquina?
- Sei, já trabalhei num bar em Madrid.
- Tire dois, para mim pode ser forte.
- Você já reparou num homem que anda de gabardine a vasculhar nos caixotes?
- Sou capaz de ter reparado, andam por ai tantos loucos que mais um menos um.
- Anda assim porque perdeu a memória.
- Assim pobre e sujo... perder a memória é como perder o sentido material do dinheiro, perdemos a memória e somos uns pobres de espírito.
- Um pobre de um inspector que veio substituir o falecido.
- Um morto a substituir outro.
- A morte da memória.
- Que se passou?
- Isso não sabemos.
- Já o levaram a um médico?
- Não sei.
- Talvez um bom psiquiatra o ajudasse.
- não acredito, essas pessoas são grandes manipuladores.
- Tudo isto é manipulador, o dinheiro, o amor a politica, a cultura...
- Acha?
- Foi assim desde o princípio dos tempos.
- Mas pode mudar.
- As democracias são ditaduras com outra maquiagem.
- Sabe uma coisa?
- Que é?

publicado por relogiodesacertado às 11:32
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. O gato que vê o frio dent...

. Os ratos na toca tem filo...

. Essa estrada

. ...

. ...

. ...

. ...

. A morte da mulher do Dono...

. ...

. Nas tuas mãos

.arquivos

. Agosto 2013

. Julho 2012

. Maio 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Janeiro 2009

. Junho 2008

. Maio 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

.favorito

. ...

blogs SAPO

.subscrever feeds